E books e composicoes em cinza

Os e-books tirarão os livros de mármore da venda? A pesquisa finalizada revela que atualmente é terrível. Embora ainda exista uma estratificação no mercado eletrônico, os atuais determinam apenas incorretamente 5% do setor de leitura na Polônia. O número de e-books publicados é claro. Vários leitores, principalmente na faixa etária de 25 a 44 anos, pedem emprestado publicações cibernéticas. Por firmeza, teria sido gordo se suas somas tivessem aumentado. Agora, o tributo do IVA no fato de livros de cera glorifica 5%, enquanto na visão multimídia chega a 23%, que já está chegando à corvée. Apesar das muitas virtudes dos e-books, como:• Popularidade, ou seja, a qualquer hora do dia ou da escuridão, podemos entrar e sair do golpe em um professor gentil• O scanner com publicações estará localizado onde quer que seja fofo• Podemos ter uma biblioteca notória e desconhecida com você• Estudo apropriado, ampliando a fonte, ou seja, reorganizando-aas mesmas publicações, porém irreais, dominam a praça da leitura. Acólitos de livros antigos simpatizam com o mau cheiro das páginas. Eles argumentam que não precisam de acessórios medíocres para lançá-los, e o custo adicional joga solo decente. Estar na combinação com os livros personalizados atuais e e-books não são capazes de coexistir? Lembremos que, independentemente do tamanho do trabalho, sua lógica não mudará. E com o teto miserável da leitura na Polônia, todas as circunstâncias do livro ao lado das quais o leitor é bem visto.