Anexo no 1 caixa registradora

Todo empresário que está em seu próprio nome caixa registradora luta todos os dias com vários problemas que os pratos também podem criar. Como todos os equipamentos eletrônicos, as caixas registradoras não são independentes de vantagens e, às vezes, quebram. Nem todo proprietário de empresa sabe que em algum momento em que um registro está sendo processado usando uma caixa registradora, ele deve ser o segundo dispositivo desse tipo - hoje o fracasso deste básico.

A falta de uma caixa registradora de back-up durante a venda de produtos ou assistência pode resultar em penalidades impostas pela administração fiscal, pois isso evitará que a carta de vendas seja danificada durante a quebra do dispositivo principal. Os documentos armazenados com a caixa registradora devem incluir um livro fiscal de serviço de caixa registradora. Nesse fato, não apenas todos os reparos são feitos no dispositivo, mas também há dicas sobre a fiscalização da caixa registradora ou a troca de memória. No trabalho de serviço, um número único também deve ser inserido, que foi entregue ao balcão de caixa pela administração fiscal, o nome da empresa e o endereço das instalações em que o dinheiro é retirado. Todos esses conselhos são necessários para o sucesso do controle da administração fiscal. Quaisquer correções na conscientização da caixa registradora e sua mudança pertencem ao serviço especializado, com o qual todos os empresários que usam caixas registradoras devem se lembrar do contrato assinado. O que é importante - você deve informar o escritório fiscal sobre todas as mudanças no serviço do caixa. As vendas em somas fiscais devem ocorrer em um estilo contínuo, portanto, se a caixa registradora estiver cheia, a opinião deve ser trocada por outra, tendo que ler a memória. A leitura da memória da caixa registradora provavelmente existe - assim como sua alteração, feita apenas e somente por uma entidade autorizada. Além disso, essa atividade deve ser realizada na presença de um funcionário da administração fiscal. A partir da leitura da memória da caixa registradora, é produzido um protocolo apropriado, cuja cópia chega ao escritório fiscal e a nova ao empresário. Ele deve armazenar este protocolo de acordo com os documentos subsequentes relacionados à caixa registradora - sua falta pode agir ao impor uma penalidade no escritório.